Ajudando a prevenir erros médicos - Obstetra Curitiba - Dr. Claudinei Londero CRM-PR 13135

O erro médico representa uma situação totalmente antagônica ao que se espera quando confiamos em um profissional para nos auxiliar em qualquer situação de saúde. É obvio que nenhum médico deseja errar, mas determinadas situações podem ampliar significativamente essa possibilidade. Sabendo como isso pode acontecer, confeccionamos algumas dicas que, se seguidas pelos pacientes, podem minimizar em muito a possibilidade de um erro por parte do profissional consultado.

Procure sempre informações a respeito do profissional. Sua formação médica, sua(s) especialidade(s) e se está legalmente inscrito no conselho de medicina de seu estado. Procure também, se possível, referencias junto a outros pacientes.

Atente para os aspectos não técnicos do atendimento, desde o atendimento telefônico, a recepção da secretária no momento que comparecer a consulta, a preocupação do profissional em oferecer um ambiente agradável e limpo de espera, a organização do consultório como um todo e a pontualidade no atendimento. Bons profissionais se preocupam com a sua equipe e com o bem estar do paciente como um todo. Já consultórios desorganizados, com recepção e secretárias não preparadas para  o atendimento, sujeira, falta de manutenção, revistas na sala de espera desatualizadas, atrasos injustificáveis ou com desculpas grosseiras e ofensivas, via de regra,  denotam pouca preocupação com o bem estar do paciente.

Bons profissionais nunca se oporão a uma segunda opinião se o paciente se sentir inseguro, estiver com a saúde seriamente comprometida ou que exija um procedimento cirúrgico. Um profissional atualizado e experiente provavelmente sentirá essa necessidade do paciente e não criara restrições a uma segunda opinião. 

Apesar de todo o avanço tecnológico em relação aos exames complementares (e que são sempre necessários em maior ou menor escala), eles não deixam de ser aquilo que o nome sugere: complementares. Nada substitui a anamnese (entrevista/conversa) bem feita seguida de um bom exame clínico. Observar se o profissional dedica tempo e atenção a esses passos é essencial para um correto diagnóstico, um bom direcionamento dos exames a serem solicitados e a introdução de medidas/orientações terapêuticas necessárias.

Um bom profissional questiona a esse respeito, mas caso não o faça, informe eventuais alergias e efeitos colaterais de medicações que sabidamente possui.

Leia com atenção a receita médica e veja se há clareza sobre o nome, quantidade, dosagem e tempo de administração dos medicamentos prescritos. Indague, caso seja pertinente, sobre associação com outros medicamentos já em uso e possíveis efeitos colaterais. Ao comprar a medicação, evite substituí-la. Bulas costumam conter informações complexas e ressaltar efeitos muitas vezes de rara ocorrência. Procure usar bom senso ao lê-las e não deixe de esclarecer eventuais dúvidas junto ao farmacêutico ou até o médico.

Ao escolher um hospital para internação, principalmente em procedimentos cirúrgicos, selecione um que realiza essa cirurgia com frequência e dê preferência por um especializado nessa área.

Quando houver uma cirurgia programada, tire todas as suas dúvidas em relação ao tipo de incisão (corte) que será realizado, possibilidades de complicações, período necessário de internação, tempo de cicatrização e cuidados necessários. Bons profissionais normalmente confeccionam “Termo de Consentimento” no qual estão detalhadas todas essas informações e também passam orientações sobre isso por escrito para que o paciente consulte posteriormente.

Se você está sob cuidado de vários médicos, eleja um para que seja o seu principal médico e indique a ele um familiar de sua confiança para conversar caso você não consiga fazer isso.

Busque informações sobre a sua doença e sobre o seu tratamento nos meios de comunicação disponíveis mas cuidado com as fontes. Nem sempre a internet é uma opção inteiramente confiável e atualizada.

Leia atentamente todos os documentos que assinar, todos os laudos e resultados de exames.

Profissionais qualificados sabem que podem cometer erros. Sabendo disso normalmente são profissionais que atendem com o máximo de cuidado possível e, na eventualidade de um erro, são os primeiros a oferecer apoio e explicações aos seus pacientes.

 

WhatsApp


Obstetra Curitiba - Dr. Claudinei Londero CRM-PR 13135 | RQE 5817: